QBioscan



Introdução


QBioscan foi criado para permitir a avaliação precisa da função das glândulas sudoríparas. É baseado num método de medição, no qual os pacientes colocam as mãos e os pés em eléctrodos de aço inoxidável e são expostos a uma baixa tensão contínua incremental - inferior a 4 V - que é libertada em intervalos de dois minutos. O que está a ser testado é a reacção electroquímica entre os eléctrodos e o cloreto, através da estimulação das glândulas sudoríparas com baixa tensão. Este método novo e activo fornece informação e provas de disfunções das glândulas sudoríparas, que não poderiam ser detectadas de outra forma em condições fisiológicas. A Condutância Bioeléctrica (BEC, em microsiemens, µS) das mãos e dos pés expressa os resultados quantitativos, enquanto o valor de risco é derivado de dados demográficos e dos valores BEC.

O sistema QBioscan, em conformidade com a 21 CFR 882,1540, representa um dispositivo de resposta galvânica cutânea, que apresenta as medições de condutividade da pele no ecrã de um computador.

O QBioscan é semelhante a um teste de stresse de resposta galvânica da pele, um teste activo que mede a capacidade de libertação de iões de cloreto das glândulas sudoríparas após estimulação electroquímica. Funciona através da medição da diferença do potencial eléctrico causado pela reacção electroquímica dos eléctrodos, que são aplicados sobre a pele e estimulados por uma baixa tensão de amplitude variável. QBioscan vem com 5 eléctrodos independentes para colocação no corpo, por exemplo, nos pés ou palmas das mãos e em outras áreas com um elevado número de glândulas sudoríparas.

QBioscan providencia informação que determina o risco cardiometabólico nos pacientes. O teste, equivalente a um teste de stresse de resposta galvânica da pele, mede a capacidade de libertação de iões de cloreto das glândulas sudoríparas em resposta à activação electroquímica.
As vantagens: QBioscan não requer qualquer preparação por parte do paciente, como tirar sangue ou fazer jejum; não é invasivo e oferece resultados imediatos, com conclusões prontas a serem usadas após um breve e simples teste de apenas dois minutos.
QBioscan foi desenvolvido para ser utilizado por médicos de clínica geral, farmacêuticos, cardiologistas e neurologistas no rastreio eficaz do risco cardiometabólico nos pacientes.

Síntese Analítica


• Pequenas fibras C mielinizadas são responsáveispela função das glândulas sudoríparas
• A disfunção sudomotora foi estabelecida como uma das primeiras anomalias neurofisiológicas detectadas em neuropatias de pequenas fibras distais.
• A avaliação quantitativa da resposta sudorípara foi proposta como indicador da severidade e distribuição de falha automática. Também serve como indicador precoce da regeneração de pequenas fibras.
• Tem sido observado nos pacientes diabéticos uma degeneração das pequenas fibras C das glândulas sudoríparas.
• QBioscan mede as condutâncias electroquímicas de suor na pele (BEC), que se encontram ligadas directamente à capacidade das glândulas de transferir iões de cloreto e que reflectem o estado das pequenas fibras C.
• QBioscan é um método rápido e simples para medir a função sudorípara.

Vantagens


• Analisar e testar a capacidade de resposta e a precisão do QBioscan na detecção de neuropatia diabética e fazer a sua comparação com testes estandardizados de diagnóstico de neuropatia diabética.
• Avaliar o QBioscan, utilizando-o como um instrumento de avaliação da neuropatia autonómica e da dor neuropática em pacientes com Diabetes Mellitus.
• QBioscan é uma ferramenta inovadora e sensível para detectar a neuropatia diabética, em especial a neuropatia diabética dolorosa. Como as glândulas sudoríparas recebem estímulos nervosos por meio das pequenas fibras C, a medição exacta da função da glândula sudorípara pode identificar essa causa.
• O QBioscan, um dispositivo sensível que permite detectar neuropatia em pacientes com diabetes mellitus, opera com uma sensibilidade de 80% e uma especificidade de 95%.
• Em comparação com a neuropatia não-dolorosa, a BEC nos pés diminui significativamente na neuropatia diabética dolorosa.
• Estes resultados sugerem que o sistema nervoso autonómo periférico desempenha um papel na neuropatia diabética dolorosa.
• Os resultados do QBioscan estão fortemente correlacionados com a pontuação de neuropatia clínica, com a pontuação de dor e com as medidas de disfunção autonómica.

Principais Benefícios


  • Teste Quantitativo Sudomotor Axonal Reflexo (QSART)
    O Teste Quantitativo Sudomotor Axonal Reflexo (QSART) é um teste para avaliar a integridade do sistema sudomotor pós-ganglionar e o reflexo axonal, de modo a definir a distribuição da perda de suor. Isto é conseguido através da libertação de acetilcolina na pele, a qual activa os receptores na glândula sudorípara écrina. A resposta sudorípara é registada em quatro locais (1 no antebraço e 3 nas extremidades inferiores) e procurados deficits.

    O QSART é um teste que mede os nervos que controlam a transpiração. O teste é útil na avaliação de perturbações do sistema nervoso, neuropatias periféricas e de alguns tipos de perturbação de dor. O teste requer a estimulação eléctrica ligeira da pele, denominada iontoforese, que permite que a acetilcolina, uma substância química natural, estimule as glândulas sudoríparas. O QSART mede o volume de suor produzido por esta estimulação.

    O QSART é utilizado para diagnosticar:

    - Neuropatia dolorosa das pequenas fibras nervosas, quando os resultados dos testes de condução nervosa são normais
    - Perturbações do sistema nervoso autónomo, que controla as glândulas sudoríparas, coração, sistema digestivo, outros órgãos e a pressão arterial
    - Perturbações de dor complexas
    - Neuropatias diabéticas
    - Perturbações enzimáticas
    - DRS (Distrofia Reflexo-Simpática, Síndrome de Dor Local Complexa)
    - Disautonomia
    - Agentes farmacêuticos
    - Testes de Cosméticos/Bens de consumo
    - Estudos dermatológicos
    - Hipotensão Ortostática Neurológica (Síndrome de Shy-Drager)

    Ler Mais
  • Resposta Simpática Da Pele (SSR)
    A resposta simpática da pele (SSR) mede as alterações do potencial eléctrico da pele. O potencial da pele gravado advém da glândula sudorípara écrina. A amplitude e a configuração são ajustadas pelo epitélio da glândula sudorípara e da epiderme sobrejacente.

    Ler Mais
  • Avaliação Do Limiar De Condutância Electromecânica Do Suor Sudomotor
    QBioscan providencia informação que determina o risco cardiometabólico nos pacientes. O teste, equivalente a um teste de stresse de resposta galvânica da pele, mede a capacidade de libertação de iões de cloreto das glândulas sudoríparas em resposta à activação electroquímica.
    As vantagens: QBioscan não requer qualquer preparação por parte do paciente, como tirar sangue ou fazer jejum; não é invasivo e oferece resultados imediatos, com conclusões prontas a serem usadas após um breve e simples teste de apenas dois minutos.
    QBioscan foi desenvolvido para ser utilizado por médicos de clínica geral, farmacêuticos, cardiologistas e neurologistas no rastreio eficaz do risco cardiometabólico nos pacientes.

    Ler Mais
  • Análise De Impedância Bioeléctrica (BIA)
    Como médico, sabe que o Índice de Massa Corporal (IMC), por si só, não basta para analisar satisfatoriamente o estado de saúde e a composição corporal de um paciente.
    Gordura, músculo, água e outros indicadores importantes de condições médicas subjacentes não são considerados no IMC.
    Motivo mais do que suficiente para a Medeia desenvolver, precisamente, um novo dispositivo que mede a composição corporal dos pacientes - o "BCA" (Analisador de Composição Corporal). Este componente do QBioscan produz todas estas medições e valores de acordo com os mais elevados standards da ciência médica.

    Como resultado, existe agora uma ferramenta que consegue determinar, em menos de 20 segundos, a massa gorda, o líquido intracelular e extracelular e a massa músculo-esquelética – todos componentes essenciais de avaliação que ajudam a avaliar correctamente o paciente. Simples, fácil de usar e com precisão médica, este dispositivo pode ser integrado facilmente nos seus exames de rotina.

    Para que o QBioscan seja o Analisador de Composição Corporal médico ideal para utilizar em hospitais e consultórios médicos, olhámos além dos muitos requisitos técnicos, paras as importantes vantagens e benefícios que equipas médicas e pacientes valorizam. Percebemos que tinha de ser rápido e fácil de usar, e os resultados da medição teriam que ser reproduzidos em condições de trabalho clínico normais. Foi assim que concebemos e construímos o QBioscan.

    O QBioscan oferece a médicos e outros utilizadores uma miríade de opções de diagnóstico. Módulos analíticos disponibilizam rácios precisos de, por exemplo, líquido extracelular para líquido intracelular, ou massa gorda para peso, e faculta aos médicos indicações de problemas de saúde que, de outra forma, iriam necessitar de exames complementares para serem diagnosticados. A apresentação gráfica dos resultados é outro dos benefícios. Disponibiliza um resumo e uma visão geral e ajuda a visualizar os dados.

    Ler Mais
  • Scan Electro-Intersticial (EIS)
    Recomenda-se testar as funções do dispositivo antes da medição, para garantir a ligação satisfatória do paciente e o funcionamento correcto do hardware e do software. No início da medição, é usada corrente contínua fraca (200 µA) e uma tensão imposta de 1V entre os seis eléctrodos tácteis, a qual realiza uma sequência de medições sucessivas em onze vias do corpo. Primeiro do ânodo para o cátodo e depois do cátodo de ânodo, o software altera a polaridade de cada via e mede a sua condutividade. Seis eléctrodos são colocados simetricamente nas mãos, pés e testa do paciente e é aplicada uma corrente contínua de 1V. Para gravar 11 segmentos numa sequência de medição, cada um dos eléctrodos está primeiro no cátodo e depois no ânodo (modo bipolar), transmitindo a intensidade em formato numérico para um programa que armazena a informação.
    Uma corrente CC fraca, com a ajuda de 6 eléctrodos tácteis, é enviada com uma sequência alternadamente entre dois eléctrodos, e é exibido pelo sistema QBioscan um registo de condutividade eléctrica de 11 vias no corpo do sujeito.
    O sistema QBioscan é um dispositivo de resposta galvânica da pele que apresenta as medições de condutividade da pele no ecrã do PC, de acordo com a 21 CFR 882,1540.

    O dispositivo utiliza duas técnicas: A Análise de Bioimpedância (BIA) e a Espectrometria de Bioimpedância (BIS).
    O objectivo da BIA é estimar a composição corporal e o equilíbrio de líquidos, mas também é usada em cardiologia e imagiologia.
    A BIS é outra técnica utilizada para estimar a composição corporal e o equilíbrio de líquidos, mas também pode ser usada para estimar neurotransmissores.

    Ler Mais
 

Características


* Teste Quantitativo Sudomotor Axonal Reflexo (QSART)
* Resposta Simpática Da Pele (SSR)
* Avaliação Do Limiar De Condutância Electromecânica Do Suor Sudomotor
* Análise De Impedância Bioeléctrica (BIA)
* Análise De Composição Corporal
* Scan Electro-Intersticial (EIS)
* Análise De Dispersão Eléctrica (EDA)
* Interface gráfica colorida, intuitiva e fácil de utilizar
* Apoiado por 30 anos de estudos médicos documentados
* Instalação fácil de software e detecção automática de hardware

Requisítos Mínimos Do Computador


• CPU 2 GHz (ou equivalente)
• 4 GB de RAM
• Placa gráfica com, no mínimo, 1024x768 e resolução High-Color
• 4 GB de espaço livre em disco rígido
• Uma porta USB, 2 ou superior
• Windows 10